icn-close
icn-phone
(+351) 289 315 235
geral@jf-quarteira.pt
icn-fb
icn-svg
icn-svg
HOME

«Ser professor é uma missão»

2023-11-23

Boletim de Quarteira (BQ)- A educação é fundamental para o bom funcionamento da sociedade. O que é que se sente depois de se ter trabalhado tantos anos nesta área?

Conceição Bernardes (CB)- A educação é o princípio e o fim de tudo. É o pilar da sociedade, que forma os homens do amanhã. Fui professora durante 42 anos, dos quais 21 foram com responsabilidade na gestão e 14 como diretora, o que faz com que sinta uma alegria e um prazer enorme por ter sido privilegiada e poder ter feito aquilo que eu gosto. A educação e a escola são, para mim, mais do que uma profissão; são uma paixão. Muita coisa foi feita, mas alguma ficou por fazer porque gerir a distância entre o sonho, a aspiração e a realidade é sempre complicado.

BQ- O que é que mais gostou durante a sua carreira?

CB- Os alunos. Os meus alunos de ontem, hoje e de sempre foram o que mais me motivou. Tudo o que fazemos, todo o meu trabalho, tudo em que apostei, tudo aquilo em que fui trator e motor, porque são caraterísticas de um diretor, foi sempre resultado das pessoas que estavam à minha volta. O diretor apenas é o denominador comum de tudo e os alunos foram sempre a minha maior motivação.

BQ- Ser professor/a é servir a sociedade. Que conselhos tem para quem vai iniciar a carreira?

CB- Ser professor é uma missão. Não vale a pena ser professor se não se quiser e não se gostar de ser professor. É uma profissão de desgaste e gerir todas as situações torna-se complicado. É uma profissão de serviço. É termos na mão a possibilidade de moldarmos e formarmos os homens de amanhã. O meu conselho é que não tenham medo, porque esta profissão é a melhor do mundo.


As bases da Educação

O amor e dedicação à freguesia vão sempre fazer parte da Professora Conceição. Na nossa conversa, abordamos o percurso, as principais dificuldades e diferenças sentidas ao longo dos anos e, ainda, a luta dos professores que, nas palavras da antiga diretora, «não é uma luta por melhores salários, mas sim uma luta pela escola pública, pelas condições dos alunos e do seu trabalho».

pic
arrow-l arrow-r
© 2021 Junta de Freguesia de Quarteira. Todos os direitos reservados. Produzido por Topping Creative Studio.
Política de Privacidade